Loading...


chão de casa de certificado de eficiência energética

Um certificado de eficiência energética é um documento oficial que contém dados relevantes sobre a situação energética de uma casa; indica se o gerenciamento de energia é eficiente ou se, por outro lado, há vazamentos de frio ou calor que geram um gasto energético maior.

Sua importância atual é inegável, não apenas em termos de determinação de economia de energia em residências. Com efeito, peritos avaliadores de bens móveis e imóveis, como a Valmesa, asseguram que um certificado energético poderia aumentar o valor de nossas casas no mercado. Vamos ver porque.

O que é analisado em um certificado energético

Simplificando seu objetivo, podemos dizer que um certificado de eficiência energética indica, entre outras coisas:

1-Quanta energia nossa casa consome em luminárias, eletrodomésticos e ar-condicionado. Mas, muito importante também, é que o certificado dá resultados sobre a energia que perdemos, aquela que é consumida, mas não aproveitamos e que representa uma despesa inútil que afeta nossos bolsos.

2-Por sua vez, este documento técnico para ver quantas emissões de dióxido de carbono, CO2, enviamos para a atmosfera enquanto consumimos energia no nosso dia a dia.

Para chegar lá, um técnico visita nossa casa e toma nota de aspectos que podem influenciar o clima da casa, como:

-Todas as fachadas, o material com o qual são feitas e sua espessura (o último é levado em conta se tem ou não material isolante). Bem como a orientação das referidas fachadas.

-Tipo de propriedade: se é um edifício residencial, uma casa isolada ou moradias. Além do número de plantas e da superfície útil.

-Características da casa: medições de cada sala, bem como as alturas. Nesse sentido, o técnico elabora um esboço da casa.

-Entorno: observe a presença e proximidade de outros edifícios, árvores, parques, etc.

-As janelas são um dos pontos mais importantes da análise, pois através delas pode haver vazamentos de calor ou frio.

-Presença de pontes térmicas em janelas e pilares de fachadas que geram vazamentos de temperatura.

-Outro fator crucial para determinar a eficiência energética de nossas casas são as instalações de aquecimento, ar condicionado e água quente.

Como obter o certificado de eficiência energética

Depois que o técnico fez a visita e coletou todos os dados, é hora de sentar no computador para obter o certificado de energia.

Com a ajuda de um programa de computador (CE3X) registra os dados extraídos e executa-o para obter a letra que indica a classificação de energia da nossa casa.

No caso de casas e edifícios, esta classificação tem uma escala que varia de A (a mais alta eficiência energética) a G (a menor eficiência).

É apropriado indicar que informações são adicionadas sobre a localização da casa, como a zona climática, endereço exato e sua referência cadastral, bem como informações sobre nós como proprietários e o técnico.

Além disso, os regulamentos, sua conformidade e não conformidade são atualizados.

Uma vez finalizado e impresso, é levado ao registro de certificados autônomos (Board ou Generalitat, conforme o caso) para que haja um registro oficial do mesmo.


Quem prepara o certificado de eficiência energética

O certificado de classificação energética deve ser realizado por um técnico especializado. Normalmente, engenheiros, arquitetos ou técnicos fazem o treinamento específico para isso.

Em qualquer um desses casos, devo dizer que, como é óbvio, o técnico deve visitar a casa ou o prédio que solicitou o certificado e ficar o tempo que for necessário para obter todos os dados necessários.

É obrigatório obter o certificado de eficiência energética?

Desde junho de 2013, é obrigatório obter o certificado de eficiência energética para vender ou alugar nossa casa.

Benefício proporcionado pelo certificado de eficiência energética

Independentemente da obrigação de pedir um certificado para vender ou alugar, este relatório é certamente útil para nós como proprietários de nossas casas porque, entre suas conclusões, o técnico nos oferecerá consultoria especializada para melhorar a eficiência energética da propriedade.

Melhorar a eficiência significa:

Salvando emissões tóxicas que produzem mudanças climáticas.

– Economizando dinheiro na conta de luz e outros serviços.

As medidas sugeridas para aumentar a eficiência nas residências mais comuns são:

1-Mude as janelas de correr para uma dobra de PVC e vidros duplos para evitar perda ou ganho de calor.

2-eliminar pontes térmicas.

3-Use sistemas de aquecimento programáveis ​​com os quais podemos controlar a temperatura e o tempo de ignição.

4-Instale o isolamento térmico nas fachadas. Isto é especialmente importante nos edifícios antigos, uma vez que nos anos em que foram construídos, os regulamentos não exigiam a instalação de isolamento.

5-Atualizar eletrodomésticos por outros para classificação máxima de energia (A +++).

6-Se estiver ao nosso alcance em investimento e espaço, poderemos incorporar energias renováveis ​​como a energia solar, por exemplo.

7-Melhorar o isolamento da gaveta das persianas.

8-Aprenda sobre a ajuda para a reabilitação energética e aproveite-a.

9-Instale sistemas de aquecimento mais eficientes, como piso radiante, recuperação de calor ou radiadores com controle de temperatura.

Como podemos ver, um certificado de eficiência energética fornece informações fundamentais para melhorar a eficiência nas residências, e os conselhos incluídos por especialistas podem transformar nossas casas em lugares mais confortáveis, com um gerenciamento de energia mais responsável.

Como compradores ou arrendatários de imóveis, este documento nos dará certeza sobre a energia (e dinheiro) que teremos no futuro.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *